Pesquisar este blog

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

ALERTA: GUERRA IRÃ VS ISRAEL PODERÁ COMEÇAR A QUALQUER MOMENTO!

Não 'linhas vermelhas' para Irã e nenhum tempo para encontrar Netanyahu.

 Presidente Obama deseja que Israel bombardeasse Irã antes da eleição? Se nós tivéssemos mais fé na competência desta administração, nós seríamos tentados pensar assim.
 Publicamente e atrás das cenas, os funcionários da administração do Obama insistiram que eles opõem-se em um ataque unilateral Israelense por muitas razões: A diplomacia e sanções ainda necessitam de tempo para trabalhar; um ataque Israelense podia desestabilizar a região; Israel não tem os meios militares para fazer o trabalho completamente; e assim por diante.
 Não é nenhum segredo que os Israelenses não querem bombadear Irã também, mas os Estados Unidos estão sério sobre manter uma bomba fora das mãos dos mulás. Mas a confiança de Israel na seriedade do Presidente Obama desbota rapidamente. Esta semana, a secretária das relações exteriores, Hillary Clinton, contou na Bloomberg Rádio que "nós não pomos prazos finais para Irã parar seu com o programa".
 Isso incitou o Primeiro-Ministro Israelense, Netanyahu Benjamin, anotar que "estes na comunidade internacional que recusa a pôr linhas vermelhas contra Irã, não tem moral para colocar uma luz vermelha contra de Israel".
Presidente Barack Obama, direita, com o Primeiro-Ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, na Organização das Nações Unidas em Nova Iorque, setembro no ano passado.
 Isso é a espécie de câmbio diplomático forte que uma administração deve querer atenuar, ao menos se é verdadeiramente dedicado a prevenir um ataque Israelense. Mas agora vem a palavra que o Presidente Obama não encontrará com o Ministro Netanyahu durante a última visita mais tarde neste mês nos Estados Unidos. Programar conflitos, você sabe.
 Ao fim da terça-feira, a Casa Branca emitiu uma declaração dizendo que os dois líderes tinham conversado e negando tudo. Mas a mensagem que alcança Jerusalém hoje em dia é mais próxima a "você é por conta própria, amigo" que a "nós protegeremos as suas costas". Israel terá um fator que em seus cálculos de segurança como contempla se agir contra Irã, e quando.
 É possível que isto seja como Presidente Obama o quer, para partir o trabalho de parar Irã a Israel ao evitar embaraços Americanos. Mas é duro de imaginar um ataque Israelense que não fez por fim, um acordo com esse aliado mais importante do país.
 As repreensões diplomáticas da administração do Obama para Israel, também contam com Irã que quanto mais livre para mover à frente com seus planos nucleares. Se Israel bombeia Irã, Obama maneja mal do nosso aliado que será uma razão maior.
Fonte (em inglês): http://online.wsj.com/home-page

ORE POR ISRAL NESTE MOMENTO CRÍTICO, POR FAVOR!
SHALOM!

Nenhum comentário:

Postar um comentário